Buscar

46% das empresas com menos de 2 anos no oeste do Paraná morrem.

Atualizado: 12 de Abr de 2019

46% das empresas no oeste do Paraná morrem com menos de 2 anos. É um dado pesado, mas necessário para reforçar um bom treinamento de vendas.

E porque é necessário um bom treinamento de vendas? Porque, sendo sincero, o brasileiro não sabe empreender. Por mais que se elogie ele desta forma, muitos de fato não sabem como fazer isso – e os altos impostos não ajudam.

Nesse cenário do empreendedorismo, o brasileiro deve aprender a como empreender de fato.


A (triste) realidade do empreendedorismo no Brasil e a necessidade do bom treinamento de vendas

Sim, o cenário não é assim tão favorável para os “empreendedores” no Brasil – e uso entre aspas, porque muitos não são de fato, empreendedores. Para início de conversa, empreender é mais do que abrir uma empresa, é contar com todo um planejamento e estudo.

Os resultados da pesquisa de taxa de sobrevivência provida pela SEBRAE denunciam como esse engano é perigoso. Não que um verdadeiro empreendedor não tenha chance de falir, mas ele possui um planejamento para se manter.

Se manter é a palavra-chave para o empreendedorismo no Brasil. É para isso que se volta o planejamento, pois criar um empreendimento na região oeste do Paraná é simples em comparação com sua manutenção.

E como você empreende? Com muito estudo, muito além do que uma universidade pode fornecer – e disso, você deve elaborar um planejamento e pesquisa. Sendo assim, é necessário calma por parte do empreendedor ao abrir uma empresa.

Senão escolhas precipitadas, e sem o embasamento estatístico, acabam criando riscos – daqueles tipos que levam você a ser parte dos 46%.


Planejamento estratégico: o primeiro passo para empreender


Sabe o porquê das empresas na região oeste do Paraná morrerem com menos de 2 anos em atividade? Por não saberem onde querem chegar – e o “destino” de uma empresa não é algo que você deixa acontecer, ele é parte do planejamento estratégico.

É o planejamento que define qual o encaminhamento da empresa, cumprindo o papel de fio condutor. Tamanha é a importância dele que dá a direção para áreas de finanças, propaganda e marketing, etc.

Ele é um documento feito para avaliação, discussão e direcionamento, sendo depois utilizado para “checkup” da empresa. Objetivos e metas são definidos aqui – e você precisa constantemente avaliar se foram alcançados para então, renová-los.

Assim, funciona como união dos pontos fortes e fracos, da avaliação de concorrência, de oportunidades de negócio, etc. No entanto, também se volta para planos de ação e práticas.

Resumidamente, o planejamento estratégico define o que será feito, quando será feito, quem o fará e quais os custos envolvidos. Dessa forma, o documento é composto de:

Definição dos profissionais envolvidos e seus cargos;

União de informações relevantes para tomada de decisão;

Avaliação e reavaliação do público-alvo;

Metas e objetivos claros, com métricas precisas para mensurar resultados.

No entanto, unir todas essas informações e pôr em prática pode ser algo bastante complicado. É necessário um plano de negócios.


A importância do plano de negócio para montar um negócio sólido

Seja para abrir um empreendimento ou para ampliá-lo, o plano de negócio é sempre eficiente em seu papel. Como dito antes, o planejamento estratégico é o pilar do qual se ergue o negócio – e o plano é o que permite não cair.

Por que elimina os riscos? Não, porque evita que ocorram erros de análise (ou pela ausência dela), fazendo com que diminua a incerteza. Todos os dados relevantes são informados no plano de negócio, para que assim:

Sejam organizadas as ideias do empreendimento recente ou renová-las, de forma a orientar uma expansão;

Facilite a administração, organizando números e estratégias;

Permita melhor comunicação entre as diversas partes do empreendimento;

Capte todos os recursos em um só documento.

Para a montagem de um plano de negócio, é importante a análise de mercado e traçar a qualidade do produto e seu custo. Além disso, é necessário compreender o operacional e o financeiro, sendo essa uma parte de execução do plano.

O SEBRAE oferece apoio para montar um plano de negócios, mas sua influência num possível empreendimento não para por aqui.


Tenha na SEBRAE uma figura aliada para conhecimento

Se a pressa do empresário pode ser um mal ao empreendimento, a falta de estudo também pode ser complicada. Procurar o SEBRAE garante algumas possibilidades interessantes para o negócio, começando pelo fato de que ele é reconhecido e valorizado.

Como ele garante isso? Provendo conhecimento. Através do SEBRAE, há cursos presenciais como o Redes Associativos e SEI Unir Forças, e à distância (o modelo EAD). Além disso, oferece consultorias, como Implantação de Centrais de Negócios e o CultCoop.

Inclusive, a organização oferece uma visão sobre consultoria de marketing – o que reflete em outro ponto importante de discussão.


Plano de marketing e publicidade: a importância da consultoria de marketing digital


Se você não pensou no planejamento de marketing, com enfoque no meio digital, tenho de lhe dizer: você está fadado a ser parte dos 46%. Não se trata de ser fatalista, mas de reconhecer o óbvio de que propaganda e marketing é essencial.

Primeiro, marketing se trata de uma área de conhecimento que visa a construção das melhores estratégias para venda de um produto. A publicidade já é a estratégia para comunicação, indo além do campo de estudo.

E o que a combinação deles produz com uma boa consultoria de marketing digital? Melhor direcionamento de recursos, com base em estudo de público, e criação de imagem e valor da empresa.

Afinal, muitas empresas sequer possuem um norte definido – e uma agência de marketing digital acaba sendo útil nisto. É necessário criar uma imagem confiável junto ao consumidor – e entender qual comunicação deve ser adotada é a ponte entre empresa e cliente!

Receba dicas valiosas para melhorar seu negócio.

Central de vendas de Curitiba:

(41) 9 9525-1373

Central de vendas de Cascavel:

(45) 9 9985-3365

CNPJ: 18.461.120/0001-51